Que não perdamos a capacidade de ajudar os outros mesmo quando eles não possam ver e mesmo que não possam nos dar em troca sua gratidão.



SEJAM BEM VINDOS


ENTRE E SINTA-SE A VONTADE.

Aqui neste cantinho voce encontrará palavras de fé, de amor de estímulo e de paz.
O nosso objetivo é o de levar até voce os ensinamentos do Cristo, de forma simples, mas enriquecedora ao seu bem estar.
Que o amor, a bondade e a misericória divina ilumine a todos.
Muita luz e paz em nossos corações.

Beijos fraternos.
Dilemar Neto.

AVE MARIA NO VIOLINO. OUÇA ENQUANTO LÊ AS MENSAGENS.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

A GRANDE TRANSICÃO

Opera-se, na Terra neste largo período, a grande transição anunciada pelas Escrituras e confirmada pelo Espiritismo.
O planeta sofrido experimenta convulsões especiais, tanto na sua estrutura física e atmosférica, ajustando as suas diversas camadas tectônicas, quanto na sua constituição moral.
Isto porque, os espíritos que o habitam, ainda caminhando em faixas de inferioridade, estão sendo substituídos por outros mais elevados que o impulsionarão pelas trilhas do progresso moral, dando lugar a uma era nova de paz e de felicidade.
Os espíritos renitentes na perversidade, nos desmandos, na sensualidade e vileza, estão sendo recambiados lentamente para mundos inferiores onde enfrentarão as conseqüências dos seus atos ignóbeis, assim renovando-se e predispondo-se ao retorno planetário, quando recuperados e decididos ao cumprimento das leis de amor.
Por outro lado, aqueles que permaneceram nas regiões inferiores estão sendo trazidos à reencarnação, de modo a desfrutarem da oportunidade de trabalho e de aprendizado, modificando os hábitos infelizes a que se têm submetido, podendo avançar sob a governança de Deus.
Caso se oponham às exigências da evolução, também sofrerão um tipo de expurgo temporário para regiões primárias entre as raças atrasadas, tendo o ensejo de ser úteis e de sofrer os efeitos danosos da sua rebeldia.
Concomitantemente, espíritos nobres que conseguiram superar os impedimentos que os retinham na retaguarda, estarão chegando, a fim de promoverem o bem e alargarem os horizontes da felicidade humana, trabalhando infatigavelmente na reconstrução da sociedade, então fiel aos desígnios divinos.
Da mesma forma, missionários do amor e da caridade, procedentes de outras Esferas estarão revestindo-se da indumentária carnal para tornar essa fase de luta iluminativa mais amena, proporcionando condições dignificantes que estimulem ao avanço e à felicidade.
Não serão apenas os cataclismos físicos que sacudirão o planeta, como resultado da lei de destruição geradora desses fenômenos, como ocorre com o outono que derruba a folhagem das árvores, a fim de que possam enfrentar a invernia rigorosa, renascendo exuberantes com a chegada da primavera, mas também os de natureza moral, social e humana que assinalarão os dias tormentosos, que já se vivem.
Os combates apresentam-se individuais e coletivos, ameaçando de destruição a vida com hecatombes inimagináveis.
A loucura, decorrente do materialismo dos indivíduos, atira-os nos abismos da violência e da sensatez, ampliando o campo do desespero que se alarga em todas as direções.
Esfacelam-se os lares, desorganizam-se os relacionamentos afetivos, desestruturam-se as instituições, as oficinas de trabalho convertem-se em áreas de competição desleal, as ruas do mundo transformam-se em campos de lutas perversas, levando de roldão os sentimentos de solidariedade e de respeito, de amor e de caridade...
A turbulência vence a paz, o conflito domina o amor, a luta desigual substitui a fraternidade.
... Mas essas ocorrências são apenas o começo da grande transformação.
A fatalidade da existência humana e a conquista do amor que proporciona plenitude.
Há, em toda a parte, uma destinação inevitável, que expressa a ordem universal e a presença de uma Consciência Cósmica atuante.
A rebeldia que predomina no comportamento humano elegeu a violência como instrumento para conseguir o prazer que lhe não chega de maneira espontânea, gerando lamentáveis conseqüências, que se avolumam em desaires contínuos.
É inevitável a colheita da sementeira por aqueles que a fez, tornando-se rico de grãos abençoados ou de espículos venenosos.
Como as leis da vida não podem ser derrogadas, todo objeção que lhes faz converte-se em aflição, impedindo a conquista do bem-estar.
Da mesma forma, como o progresso é inevitável, o que não seja conquistado através do dever, célula pelos impositivos estruturais de que o mesmo se constitui.
A melhor maneira, portanto, de compartilhar conscientemente da grande transição é através da consciência de responsabilidade pessoal, realizando as mudanças íntimas que se tornem próprias para a harmonia do conjunto.
Nenhuma conquista exterior será lograda se não proceder das paisagens íntimas, nas quais estão instalados os hábitos. Esses, de natureza perniciosa, devem ser substituídos por aqueles que são saudáveis, portanto, propiciatórios de bem-estar e de harmonia emocional.
Na mente está a chave para que seja operada a grande mudança. Quando se tem domínio sobre ela, os pensamentos podem ser canalizados em sentido edificante, dando lugar a palavras corretas e a atos dignos.
O indivíduo, que se renova moralmente, contribui de forma segura para as alterações que se vêm operando no planeta.
Não é necessário que o turbilhão dos sofrimentos gerais o sensibilize, a fim de que possa contribuir eficazmente com os espíritos que operam em favor da grande transição.
Dispondo das ferramentas morais do enobrecimento, torna-se cooperador eficiente, em razão de trabalhar junto ao seu próximo pela mudança de convicção em torno dos objetivos existenciais, ao tempo em que se transforma num exemplo de alegria e de felicidade para todos.
O bem fascina todos aqueles que o observam e atrai quantos se encontram distantes da sua ação, o mesmo ocorrendo com a alegria e a saúde.
São eles que proporcionam o maior contágio de que se tem notícia e não as manifestações aberrantes e afligentes que parecem arrastar as multidões. Como escasseiam os exemplos de júbilo, multiplicam-se os de desespero, logo ultrapassados pelos programas de sensibilização emocional para a plenitude.
A grande transição prossegue, e porque se faz necessária, a única alternativa é examinar-lhe a maneira de como se apresenta e cooperar para que as sombras que se adensam no mundo sejam diminuídas pelo Sol da imortalidade.
Nenhum receio deve ser cultivado, porque, mesmo que ocorra a morte, esse fenômeno natural é veículo da vida que se manifestará em outra dimensão.
A vida sempre responde conforme as indagações morais que lhe são dirigidas.
As aguardadas mudanças que se vêm operando trazem uma ainda não valorizada contribuição, que é a erradicação do sofrimento das paisagens espirituais da Terra. Enquanto vicejar o mal no mundo, o ser humano tornar-se-á vítima preferida, em face do egoísmo em que se estorcega, apenas por eleição espiritual.
A dor momentânea que o fere, convida-o por outro lado, à observância das necessidades de seguir a correnteza do amor no rumo do oceano da paz.
Logo passado o período de aflição, chegará o da harmonia.
Até lá, que todos os investimentos sejam de bondade e de ternura, de abnegação e de irrestrita confiança em Deus.

(Página psicografada pelo médium Divaldo Pereira Franco, do Espírito Joanna de Ângelis)

O AMOR VENCEU





Na sala simples, dessas que existem em muitas Casas Espíritas, um pequeno grupo de mulheres estava reunido para falar a respeito do Evangelho de Jesus.  Aquela reunião semanal se destinava ao atendimento às mães financeiramente carentes, com o objetivo de promovê-las, ajudando-as ao soerguimento moral.  
Uma senhora de quarenta e poucos anos, de cabelos quase completamente encanecidos e que trazia as marcas que o tempo e os maus tratos se encarregaram de bordar-lhe no rosto, tomou a palavra e falou em linguagem simples e um tanto tímida:  Quando eu entrei aqui pela primeira vez, há cerca de um ano, vim tão-somente em busca do pão material. Fiquei sabendo que aqui se distribuía alimentos para os necessitados, e por isso me inscrevi.
 Agora, um ano depois, quero que todas saibam o quanto minha vida mudou.  Eu tinha um filho de dezoito anos, sempre embriagado. Toda vez que chegava em casa, já era madrugada, e nós sempre discutíamos.  Eu o odiava. Pensava comigo mesma como pudera tê-lo gerado.
Ele, sempre agressivo, eu sempre irada. Nossa vida era um verdadeiro inferno.
Mas aqui eu ouvi falar do amor, das montanhas que ele transporta. Ouvi falar de fé e de esperança. Ouvi falar também do Homem de Nazaré, que passou pela Terra com o objetivo de nos ensinar a amar.
As guerras odientas portas adentro do lar me causavam horror, e por isso resolvi tentar o amor.
Numa noite, fiz um prato de comida e guardei no forno do velho fogão.
Esperei-o chegar, coloquei o prato sobre a mesa e lhe disse com carinho: "Filho, deixei esta comida no fogão... Você deve estar cansado..."
Ele me olhou assustado e respondeu: "Qual é, velha? Tá mudando, é?"
Fiz de conta que não ouvi, e fui me deitar.
Na noite seguinte repeti o gesto. Depois de várias noites, sentei-me com ele à mesa na tentativa de dialogar. Ele, um pouco desajeitado falou: "Mãe, isso não é vida! Você trabalha e eu..."
Ousei passar a mão nos seus cabelos... Tão rebeldes como ele mesmo.
Iniciamos um diálogo. Há quanto tempo não fazíamos isso!
A volta ao lar passou a ser mais cedo a cada noite. Largou a garrafa. Encontrou um emprego.
Hoje, eu quero dizer que não era só o pão material que faltava em nosso lar. O verdadeiro pão da vida é o amor, e esse era o mais escasso.
 Agora eu sei que esse amor, do qual vocês falam aqui, funciona mesmo. Basta que tentemos com vontade e coragem, e a paisagem mais escura muda de cor.
O amor dissipa as trevas, e nos faz ver novos horizontes, bem mais promissores.
Hoje, meu filho e eu não nos odiamos mais. Nossa vida mudou completamente e eu gostaria que todas vocês soubessem disso.
Hoje, eu tenho certeza de que, se um dia não houver comida para colocar na mesa, nós dois não brigaremos por isso, mas, juntos encontraremos uma saída.
Agora nós sabemos que o dinheiro não é o mais importante. Que faz falta, sim, mas não faz a felicidade de ninguém.

* * *

Não há arma mais poderosa que o amor. Sua ação penetra as criaturas e as dulcifica.

A ação do amor paralisa o ódio, imobiliza a violência, deixa sem ação a vingança.

Se já temos tentado de tudo, sem conseguir resultado algum, tentemos o amor. Não há força capaz de sobrepujar a força que o amor exerce.

Tentemos o amor! Mas tentemos com a mesma vontade da protagonista da nossa história.
(Momento Espírita)

segunda-feira, 25 de abril de 2011

ORÇÃO AOS ARCANJOS

Eu(fale seu nome) determino ao Universo que minha vida seja de fluidez e de Luz
Que os sete Arcanjos da presença possam estar junto de mim, me equilibrando, harmonizando e trazendo Luz e força para a minha vida.
Peço a Miguel que me defenda com sua força e que meus inimigos não possam me alcançar, que meu coração me alerte dos perigos e minha alma repouse em suas asas me trazendo força e equilíbrio para os momentos de turbulência.
Que Rafael me proteja em minha saúde e nos meus pensamentos, para que minha mente se encha de sabedoria e discernimento e eu possa aceitar aquilo que não posso mudar, que entre em minha vida um amor verdadeiro e leal, que minhas amizades sejam purificadas e fique na minha vida quem realmente faça parte.
Que Gabriel equilibre meus sentimentos e me ensine a força do perdão, que sua trombeta me anuncie coisas novas, abrindo caminhos entre as águas turbulentas, me arrebate em suas asas quando a traição se aproximar e que seus lírios sejam o anuncio das boas novas que estão entrando em minha vida.   
Que Uriel me proteja com seu escudo e seu fogo sagrado, me abrindo o caminho da prosperidade, da materialidade. Grande Anjo do trono de Deus e Força Mágica esteja comigo no meu caminhar e me ensine o desapego e o poder que existe na renovação.
Que eu esteja protegido pelos quatro cantos, acima e abaixo, que os que me são queridos estejam sob suas asas e que os Sagrados seres de Luz estejam sempre comigo de dia e de noite me protegendo e guiando, intuindo e me dando sabedoria, amor, garra e coragem para trilhar a minha missão e um dia estar diante do Trono do Altíssimo.
Glórias e Louvores sejam dados a cada momento
Ao Santíssimo e digníssimo Sacramento (3X)

(autor desconhecido)

segunda-feira, 18 de abril de 2011

O ESPÍRITA E A PÁSCOA



 Páscoa é uma palavra hebraica que significa "libertação". Com o êxodo, a Páscoa hebraica será a lembrança perpétua da libertação do povo hebreu da escravidão do Egito, através de Moisés.
Assumida pelos cristãos, a Páscoa Cristã será a lembrança permanente de que Deus libera seu povo de seus "pecados" (erros), através de Jesus Cristo, novo cordeiro pascal.
O ritual da Páscoa mantém viva a memória da libertação, ao longo de todas as gerações. "Cristo é a nossa Páscoa (libertação), pois Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" - (João, 1:29).
João usou o termo Cordeiro, porque usava-se na época de Moisés, sacrificar um cordeiro para agradar á Deus. Portanto, dá-se a idéia de que, Deus sacrificou Jesus para nos libertar dos pecados. Mas para nos libertarmos dos "pecados", ou seja, dos erros, devemos estar dispostos a contribuir, utilizando os ensinamentos do Cristo como nosso guia. Porque Jesus não morreu para nos salvar; Jesus viveu para nos mostrar o caminho da salvação.
Esta palavra "salvação", segundo Emmanuel, vale por "reparação", "restauração", "refazimento".
Portanto, "salvação" não é ganhar o reino dos céus; não é o encontro com o paraíso após a morte; salvação é "libertação" de compromisso; é regularização de débitos. E, fora da prática do amor (caridade) de uns pelos outros, não seremos salvos das complicações criados por nós mesmos, através de brigas, violência, exploração, desequilíbrios, frustrações e muitos outros problemas que fazem a nossa infelicidade.
Portanto, aproveitemos mais esta data, para revermos os pedidos do Cristo, para "renovarmos" nossas atitudes. Como disse Celso Martins, no livro "Em busca do homem novo" : "Que surja o homem NOVO a partir do homem VELHO. Que do homem velho, coberto de egoísmo, de orgulho, de vaidade, de preconceito, ou seja, coberto de ignorância e inobservância com relação às leis Morais, possa surgir, para ventura de todos nós, o homem novo, gerado sob o influxo revitalizante das palavras e dos exemplos de Jesus Cristo, o grande esquecido por muitos de nós, que se agitam na presente sociedade tecnológica, na atual civilização dita e havida como cristã.
Que este homem novo seja um soldado da Paz neste mundo em guerras. Um lavrador do Bem neste planeta de indiferença e insensibilidade. Um paladino da Justiça neste orbe de injustiças sociais e de tiranias econômicas, políticas e/ou militares. Um defensor da Verdade num plano onde imperam a mentira e o preconceito tantas e tantas vezes em conluios sinistros com as superstições, as crendices e o fanatismo irracional.
Que este homem novo, anseio de todos nós, seja um operário da Caridade, como entendia Jesus: Benevolência para com todos, perdão das ofensas, indulgência para com as imperfeições alheias."
Por isso, nós Espíritas, podemos dizer que, comemoramos a páscoa todos os dias. A busca desta "libertação" e/ou "renovação" é diário, e não somente no dia e mês pré determinado. Queremos nos livrar deste homem velho.  Que ainda dá maior importância para o coelhinho, o chocolate, o bacalhau, etc., do que renovar-se. Que acha desrespeito comer carne vermelha no dia em que o Cristo é lembrado na cruz. Sem se dar conta que o desrespeito está em esquecer-se Dele, nos outros 364 dias do ano, quando odiamos, não perdoamos, lesamos o corpo físico com bebidas alcoólicas, cigarro, comidas em excesso, drogas, sexo desregrado, enganamos o próximo, maltratamos o animal, a natureza, quando abortamos, etc. Aliás, fazemos na páscoa o que fazemos no Natal. Duas datas para reflexão. Mas que confundimos, infelizmente, com presentes, festas, comidas, etc.
Portanto, quando uma instituição espírita se propõe a distribuir ovos de páscoa aos carentes não significa que esteja comemorando esse dia, apenas está cumprindo o preceito de caridade, distribuindo um pouco de alegria aos necessitados.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

ANTES DE.......



 Antes de explodir com expressões coléricas, convém lembrar que nem todos são culpados da sua limitação de compreender.      
  Antes de repelir o insulto com argumentos fortes, recorde que a fonte ultrajada recebe a lama que lhe atiram com água cristalina.
Antes de aceitar a vibração do ódio que o atormenta, deve meditar em que só o amor anula todo o mal.
          Antes de condenar a imprevidência de outrem, vale pensar na possibilidade de ser ele um enfermo em difícil processo de convalescença.   
   Antes de maldizer a própria sorte, é prudente examinar a alternativa de uma situação pior.
          Antes de afirmar, arrogante, uma informação prejudicial sobre alguém, conceba a hipótese de estar enganado.

          Antes de revidar a calúnia com outra calúnia, conclua que o silêncio é algodão onde morrem todos os       crimes.
          Antes de proceder com leviandade junto aos companheiros das atividades normais, é de alvitre reconhecer que o tempo se encarrega de colocar tudo no devido lugar.
     
Antes de assumir compromissos morais com o erro, reflita que o prazer pouco nobre é flor mentirosa em desagregação celular.
 Antes de expressar pensamentos irrefletidos, examine, recorde e medite, porque nem todos os que seguem com você dispõem de recursos valiosos como os seus, graças à claridade da Doutrina Espírita que hoje lhe norteia os passos para os sublimes caminhos do amor, em busca do Reino Celestial.

Muita Paz


AGRADECIMENTO - MEME

Agradeço à minha amiga e irmã de coração, Maria Luiza telles, por ter indicado o meu blog para o Meme. Estou aqui fazendo o mesmo e procurando não repetir os já indicados por outros blogueiros: 


1-http://blogsdasoniasilvino.blogspot.com/
2-http://docelagrima.blogspot.com/
3-http://maustratosaoidosodenuncie.blogspot.com/
4-"http://vidaespiritualidade.com.br" 
5-http://estrelinhasbrincalhonas.blogspot.com/
6-http://sementesdiarias.blogspot.com/
7-http://almasirms.blogspot.com/
8-http://acasadealine.blogspot.com/
9-http://alegrianoamanhecer.blogspot.com/
10-http://espiritismoparatodos.blogspot.com/

Faça o mesmo. as regras são simples:
1- Faça uma seleção de dez blogs dos quais mais gosta
2- Avise os blogueiros de cada um
3- Escreva uma lista das dez coisas de que mais gosta

AS DEZ COISAS DE QUE MAIS GOSTO:
1-Minha família, base da minha existência

2-Minha netinha Melissa
3-Ler- Adoro uma boa e edificante leitura
4-Pescar
5-Dançar
6-Ouvir boas músicas, principalmente as italianas.
7-Meus poucos, mas queridos amigos
8-Viajar pelo mundo, conhecer novos lugares, pessoas e sentir novas emoções.
9-Meus amigos espirituais, que nunca me desamparam.
10-Jogar buraco.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

MEU CAMINHO PARA ESTA QUARESMA

Jejuarei de julgar os outros. Descubrirei Cristo que vive neles.
 Jejuarei de palavras que ferem.
Direi frases que curam.
 Jejuarei do egoísmo.
Viverei na gratuidade.
 Jejuarei da inquietude.
Procurarei viver com paciencia.
Jejuarei do pesimismo. 
Encher-me-ei de esperança.
Jejuarei de preocupações. 
Confiarei mais em Deus.
Jejuarei das queixas. 
Darei graças a Deus pela maravilha da minha vida.
Jejuarei da angustia. 
Rezarei com mais frequência.
Jejuarei da amargura.
Praticarei o perdão.
Jejuarei da importância que dou a mim mesmo(a). Serei compassivo(a) com os outros.
Jejuarei da preocupação com as minhas coisas. Comprometer-me-ei com o anúncio do Reino.
Jejuarei do pessimismo e desalento.
Encher-me-ei do entusiasmo da fé. 
Jejuarei de tudo aquilo que me separa de Jesus. 
Tentarei viver mais perto d’Ele.

FELIZ QUARESMA! 
Autoria desconhecida.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

ALEGRIA

Alegria é o cântico das horas com que Deus te afaga a passagem no mundo.
Em toda parte, desabrocham flores por sorrisos da natureza e o vento penteia a cabeleira do campo com música de ninar.
A água da fonte é carinho liqüefeito no coração da terra e o próprio grão de areia, inundado de sol, é mensagem de alegria a falar-te do chão. 

Não permitas, assim, que a tua dificuldade se faça tristeza entorpecente nos outros.
Ainda mesmo que tudo pareça conspirar contra a felicidade que esperas, ergue os olhos para a face risonha da vida que te rodeia e alimenta a alegria por onde passes. 
Abençoa e auxilia sempre, mesmo por entre lágrimas.
A rosa oferece perfume sobre a garra do espinho e a alvorada aguarda, generosa, que a noite cesse para renovar-se diariamente, em festa de amor e luz. 





terça-feira, 5 de abril de 2011

MEDICINA RECONHECE OBSESSÃO ESPIRITUAL

 
Já era tempo. Daqui pra frente as duas ciências estarão cada vez mais entrelaçadas, pois, sabemos, hoje, ser impossível dissociar o espírito da matéria.
 
Demorou a chegar este dia, mas chegou! Leia!
Código Internacional de Doenças (OMS) inclui influência dos Espíritos.
Medicina reconhece obsessão espiritual

Dr. Sérgio Felipe de Oliveira com a palavra:

Ouvir vozes e ver espíritos não é motivo para tomar remédio de faixa preta pelo resto da vida... Até que enfim as mentes materialistas estão se abrindo para a Nova Era; para aqueles que queiram acordar, boa viagem, para os que preferem ainda não mudar de opinião, boa viagem também...
Uma nova postura da medicina frente aos desafios da espiritualidade.
Vejam que interessante a palestra sobre a glândula pineal do Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, médico psiquiatra que coordena a cadeira de Medicina e Espiritualidade na USP:
A obsessão espiritual como doença da alma, já é reconhecida pela Medicina.
Em artigos anteriores, escrevi que a obsessão espiritual, na qualidade de doença da alma, ainda não era catalogada nos compêndios da Medicina, por esta se estruturar numa visão cartesiana, puramente organicista do Ser e, com isso, não levava em consideração a existência da alma, do espírito. No entanto, quero retificar, atualizar os leitores de meus artigos com essa informação, pois desde 1998, a Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu o bem-estar espiritual como uma das definições de saúde, ao lado do aspecto físico, mental e social. Antes, a OMS definia saúde como o estado de completo bem-estar biológico, psicológico e social do indivíduo e desconsiderava o bem estar espiritual, isto é, o sofrimento da alma; tinha, portanto, uma visão reducionista, organicista da natureza humana, não a vendo em sua totalidade:mente, corpo e espírito.
Mas, após a data mencionada acima, ela passou a definir saúde como o estado de completo bem-estar do ser humano integral: biológico, psicológico e espiritual.
Desta forma, a obsessão espiritual oficialmente passou a ser conhecida na Medicina como possessão e estado de transe, que é um item do CID - Código Internacional de Doenças - que permite o diagnóstico da interferência espiritual Obsessora.
O CID 10, item F.44.3 - define estado de transe e possessão como a perda transitória da identidade com manutenção de consciência do meio-ambiente, fazendo a distinção entre os normais, ou seja, os que acontecem por incorporação ou atuação dos espíritos, dos que são patológicos, provocados
por doença. Os casos, por exemplo, em que a pessoa entra em transe durante os cultos religiosos e sessões mediúnicas não são considerados doença.
Neste aspecto, a alucinação é um sintoma que pode surgir tanto nos transtornos mentais psiquiátricos - nesse caso, seria uma doença, um transtorno dissociativo psicótico ou o que popularmente se chama de loucura bem como na interferência de um ser desencarnado, a Obsessão espiritual..
Portanto, a Psiquiatria já faz a distinção entre o estado de transe normal e o dos psicóticos que seriam anormais ou doentios.
O manual de estatística de desordens mentais da Associação Americana de Psiquiatria - DSM IV - alerta que o médico deve tomar cuidado para não diagnosticar de forma equivocada como alucinação ou psicose, casos de pessoas de determinadas comunidades religiosas que dizem ver ou ouvir espíritos de pessoas mortas, porque isso pode não significar uma alucinação ou loucura.
Na Faculdade de Medicina DA USP, o Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, médico, que coordena a cadeira (hoje obrigatória) de Medicina e Espiritualidade.
Na Psicologia, Carl Gustav Jung, discípulo de Freud, estudou o caso de uma médium que recebia espíritos por incorporação nas sessões espíritas.
Na prática, embora o Código Internacional de Doenças (CID) seja conhecido no mundo todo, lamentavelmente o que se percebe ainda é muitos médicos rotularem todas as pessoas que dizem ouvir vozes ou ver espíritos como psicóticas e tratam-nas com medicamentos pesados pelo resto de suas vidas.
Em minha prática clínica (também praticada por Ian Stevenson), a grande maioria dos pacientes, rotulados pelos psiquiatras de "psicóticos" por ouvirem vozes (clariaudiência) ou verem espíritos (clarividência), na verdade, são médiuns com desequilíbrio mediúnico e não com um desequilíbrio mental, psiquiátrico. (Muitos desses pacientes poderiam se curar a partir do momento que tivermos uma Medicina que leva em consideração o Ser Integral).
Portanto, a obsessão espiritual como uma enfermidade da alma, merece ser estudada de forma séria e aprofundada para que possamos melhorar a qualidade de vida do enfermo.

Texto de Osvaldo Shimoda
Colaboração de CEECAL - Centro de Estudos Espírita Caminho da Luz. 
 
Sérgio Felipe de Oliveira é um psiquiatra brasileiro, doutor em Neurociências, mestre em Ciências pela USP (Universidade de São Paulo) e
destacado pesquisador na área da Psicobiofísica. A sua pesquisa reúne
conceitos de Psicologia, de Física, de Biologia e de Espiritismo.
Desenvolve estudos sobre a glândula pineal, estabelecendo relações com atividades psíquicas e recepção de sinais do mundo espiritual por meio de ondas eletromagnéticas. Realiza um trabalho junto à Associação Médico-Espírita de São Paulo AMESP e possui a clínica Pineal Mind, onde faz seus atendimentos e aplica suas pesquisas.
Segundo o mesmo, a pineal forma os cristais de apatite que, em indivíduos adultos, facilita a captura do campo magnético que chega e repele outros cristais. Esses cristais são apontados através de exames de tomografia em pacientes com facilidade no fenómeno da incorporação.
Já em outros pacientes, em que os exames não apontam tais cristais, foi observado que o desdobramento fora facilmente apontado.
Segundo a revista Espiritismo & Ciência,[1] "o mistério não é recente. Há mais de dois mil anos, a glândula pineal é tida como a sede da alma.
Para os praticantes da ioga, a pineal é o ajna chakra, ou o “terceiro olho”, que leva ao autoconhecimento. O filósofo e matemático francês René Descartes, em Carta a Mersenne, de 1640, afirma que “existiria no cérebro uma glândula que seria o local onde a alma se fixaria mais intensamente”.
Sérgio Felipe de Oliveira tem feito palestras sobre o tema em várias universidades do Brasil e do exterior, inclusive na Universidade de Londres. Numa apresentação na Universidade de Caxias do Sul, o pesquisador  afirmou ter recebido vários estímulos para estudar a glândula pineal quando ainda estava concentrado em pesquisas na área de física e matemática. Um desses estímulos foi uma visão em que lhe apareceu o professor Zerbini, renomado médico cardiologista e pioneiro dos transplantes de coração no Brasil. Zerbini, a quem Sérgio teria substituído em seus dois últimos compromissos acadêmicos, sugeriu a Sérgio insistentemente (durante a visão) que estudasse a glândula pineal, conforme o relato do pesquisador.
 

VOCE SABE AMAR?



 Eu estou aprendendo.
Estou aprendendo a aceitar as pessoas,
mesmo quando elas me desapontam.
Quando fogem do ideal que tenho para elas,quando me ferem com palavras ásperasou ações impensadas.
É difícil aceitar as pessoas assim como elas são,não como eu desejo que elas sejam.É difícil, muito difícil, mas estou aprendendo.
Estou aprendendo a amar.
Estou aprendendo a escutar,escutar com os olhos e ouvidos,escutar com a alma e com todos os sentidos.
Escutar o que diz o coração,o que dizem os ombros caídos,
os olhos, as mãos irrequietas.
Escutar a mensagem que se esconde por entre as palavras corriqueiras, superficiais;


 Descobrir a angústia disfarçada,
a insegurança mascarada,
a solidão encoberta.
Penetrar o sorriso fingido,
a alegria simulada, a vangloria exagerada.
Descobrir a dor de cada coração.
Aos poucos, estou aprendendo a amar.
Estou aprendendo a perdoar.
Pois o amor perdoa, lança fora as mágoas,
e apaga as cicatrizes que a incompreensão
e insensibilidade gravaram no coração ferido.
O amor não alimenta mágoas com
pensamentos dolorosos.
Não cultiva ofensas com lástimas e autocomiseração.
O amor perdoa, esquece,
extingue todos os traços de dor no coração.
Passo a passo,
estou aprendendo a perdoar, a amar.
Estou aprendendo a descobrir o valor que
se encontra
dentro de cada vida, de todas as vidas.
Valor soterrado pela rejeição,
pela falta de compreensão,
carinho e aceitação, pelas experiências duras,
vividas ao longo dos anos.
Estou aprendendo a ver,
nas pessoas a sua alma
e as possibilidades que Deus lhes deu.

Estou aprendendo.
Mas como é lenta a aprendizagem!
Como, é difícil amar, amar como Cristo amou!
Todavia, tropeçando, errando, estou aprendendo...
Aprendendo a pôr de lado as minhas próprias dores,
meus interesses, minha ambição, meu orgulho
quando estes impedem o bem estar
e a felicidade de alguém!
Como é duro amar!
Eu estou aprendendo.
E você? Sabe Amar ?













PAI NOSSO ORQUESTRADO

SOU TEU ANJO

UM DIA A GENTE APRENDE.

♥i ♥♥