Que não perdamos a capacidade de ajudar os outros mesmo quando eles não possam ver e mesmo que não possam nos dar em troca sua gratidão.



SEJAM BEM VINDOS


ENTRE E SINTA-SE A VONTADE.

Aqui neste cantinho voce encontrará palavras de fé, de amor de estímulo e de paz.
O nosso objetivo é o de levar até voce os ensinamentos do Cristo, de forma simples, mas enriquecedora ao seu bem estar.
Que o amor, a bondade e a misericória divina ilumine a todos.
Muita luz e paz em nossos corações.

Beijos fraternos.
Dilemar Neto.

AVE MARIA NO VIOLINO. OUÇA ENQUANTO LÊ AS MENSAGENS.

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

OBRIGADA , OBRIGADA, OBRIGADA.

Estamos encerrando mais um ciclo de vida, com o final do ano de 2010.

É hora de reavaliarmos as nossas ações, as nossas omissões, o que produzimos de bom e o que deixamos de fazer, para termos em mãos,o saldo poitivo ou negativo que acumulamos ao longo desses 365 dias.
É hora de elevarmos nossos pensamentos ao Pai, em agradecimento sincero, por tudo o que nos foi concedido, por bondade divina.
É hora de agradecermos pelas coisas boas e pelas que não foram tãos boas assim: As coisas boas nos geraram alegrias, satisfações, encantamentos, e as coisas ruins serviram ou deveriam servir de lições de aprendizagem, a fim de perseguirmos a nossa trajetória evolutiva.
Agradecemos-Te Senhor, pelas oportunidades concedidas, para que nos tornássemos dignos de chamar-Te de Pai.
E como presente de Natal, Te pedimos que esteja presente em cada lar, em cada asilo, em cada creche, em cada escola, em cada orfanato, em cada hospital, em cada presídio, em cada rua do planeta terra, derramando o teu amor generoso e provendo cada um em sua maior necessidade.
Onde houver doença que seja a Tua presença a Cura;
Onde houver tristeza que ela se transforme em alegria;
Onde houver a fome, que seja feita a mulltiplicação do pão;
Onde houver angústia, seja a Tua presença o conforto;
Onde houver ofensas, sejas Tu o perdão;
Onde houver desamparo e abandono sejam os Teus braços o aconchego e colo acolhedor e,
Onde houver dúvida, seja a Tua presença o testemunho da fé imorredoura.
Pedimos-Te ainda, que clareie e dignifique a mente dos nossos governantes, para que semeiem a paz, em lugar da guerra;
que semeiem o pão, em lugar da mendicância;
que semeiem o medicamento em lugar das drogas; que semeiem o trabalho, em vez da ociosidade;
que semeiem instrumentos culturais em lugar das armas;
que semeiem o amor em lugar do ódio e,
que semeiem a dignidade e o respeito, em lugar da prepotência e da humilhação.
Neste findar de ano, Te oferecemos todas as nossas alegrias, a nossa saúde, as nossas dores, decepções, os nossos tropeços e omissões, Te pedindo que nos ajude, em 2011, sermos mais humanos, mais companheiros, mais solidários, mais respeitosos, mais honestos e mais compadecidos com todos os nossos irmãos de caminhada.
Que um grãozinho da Tua fé e do Teu amor possa alojar e fazer morada em nossos corações, nos direcionando sempre a trilhar e praticar os Teus ensinamentos.
Obrigada à Nossa senhora, Tua e nossa mãe, pela santa e poderosa intercessão, obrigada aos amigos espirituais pelas lições, pela segurança e conforto que temos deles recebido sob a Tua permissão e por Tua bondade, misericórdia e amor.
Obrigada Senhor por ter me aberto os olhos que antes não enxergavam além das aparências.
Hoje vejo a vida através dos olhos da alma, o que a torna tão mais bela, mais colorida, mais alegre e emocionante.
Aprendi a ser mais tolerante, a me calar quando outrora gritava, e vi que assim procedendo, passei a conviver melhor comigo mesma e, consequentemente com os outros.
Que os meus olhos Senhor estejam sempre repousados em Ti, para que não vejam o que não é importante ver,
Que as minhas mãos se ergam apenas em seu louvor, no lugar de serem ofensivas aos outros,

Que a minha boca profira apenas palavras de estímulo, carinho e fé, em lugar da maledicência, inveja e calúnia,

Que os meus pensamentos sejam sempre direcionados no bem, em lugar de de vibrações inferiores.

Que as minhas atitudes sejam sempre de ajuda e caridade com o próximo, em vez de retê-las somente para mim.

E que o Teu amor, a Tua luz, a Tua paz, a Tua grandeza, a Tua fé, sejam derramados como pétalas de rosas e raio das estrelas, por todos os seres viventes e sejam também faróis a iluminar a nossa caminhada terrena.

Obrigada Senhor,hoje, agora e sempre.

Feliz Ano Novo a todos os amigos e visitantes deste blog.
Os meus mais profundos e sinceros sentimentos de gratidão e carinho.
Espero merecer a confiança de tê-los aqui comigo no decorrer de 2011.
Que Deus nos abençõe.

Dilemar Neto



domingo, 26 de dezembro de 2010

FLORES NO CAMINHO

Eu sigo adiante, porque sei que vencerei as adversidades que hoje me acompanham.

Eu não temo as tempestades, porque sei que elas apenas estão preparando o terreno para novas colheitas.
Eu não paro no meio do caminho, porque compreendo que o meu destino é a evolução e se não caminhar, como irei alcançá-la?
Eu lastimo as derrotas, mas não permaneço de braços cruzados, busco por novos horizontes, levando na bagagem, as lições aprendidas.
Eu acredito na renovação e com ela vou adiante, confiando que novas oportunidades surgirão.
Eu não me abalo diante das tormentas, porque sinto dentro de mim, todo o potencial que o Pai me concedeu e com esse potencial, sei que tenho forças suficientes para superar qualquer dor.
Eu atravesso a escuridão, tendo a coragem ao meu lado e assim, enxergando a luz que brilha em meu íntimo e a tudo ilumina.
Eu derramo lágrimas, mas passo a passo, também sigo o meu caminho, porque se almejo a salvação, compreendo que não posso ficar de braços cruzados.
Eu vejo as trevas se aproximarem, mas aliado à fé, eu sinto todo o Poder Divino me fortalecer para que eu vença qualquer investida do mal.
Eu encontro muitas dificuldades em meus dias, mas sei que elas fazem parte do meu progresso espiritual e também compreendo que não me encontro sozinho para enfrentá-las e assim, sigo confiante, sem temer o caminho a frente.
Eu me deparo com perdas que ferem o meu coração, mas não permito que a esperança abandone o meu íntimo, porque com ela sempre acesa, sei que o sofrimento, pouco a pouco, irá dar lugar à renovação.
Eu me preocupo com as provas que surgem a todos instante em minha vida, mas ao invés de desespero, eu busco pela prece e com ela sinto a Mão do Pai pousar sobre os meus ombros e reacender a minha perseverança.
Eu choro diante das derrotas inesperadas, mas compreendo que tenho força para enfrentar novas batalhas e realizar outras conquistas, assim não permito que o pessimismo bloqueie os meus passos.
Eu acordo a cada manhã, ciente das adversidades que me esperam, mas eu me recordo de que o Pai jamais me abandona e tendo a sua Luz a minha frente, me fortaleço e saio para a vida, vendo-a como um presente muito especial.
Eu sou visitado pela agonia, mas não deixo que ela encontre morada definitiva em meu ser, busco pelos ensinamentos do Mestre e percebo como eles me trazem o equilíbrio espiritual, tão necessário para a caminhada.
Eu vejo as pedras do caminho não como percalços invencíveis, mas sim, como aprendizados que contribuem para o meu amadurecimento e percebo também, que sou capaz de contorná-las.
Eu reconheço os erros cometidos, mas não perco tempo remoendo o passado, sei que há muito a ser feito, então, busco pelo caminho da renovação, rescrevendo as páginas da minha vida.
Eu encaro os espinhos que aparecem em meu destino, mas não permito que as feridas causadas, algemem o meu espírito ao sofrimento, eu sinto o Mestre vir ao meu encontro de braços abertos e com todo o seu Amor, aliviar as minhas dores.


Eu vou adiante, faço do ambiente onde me encontro, um pedaço do céu, crio asas e vou ao encontro da Providência Divina, eu me reergo toda vez que vou ao chão, não abandono a esperança nem a fé, compartilho a alegria com quem encontrar, semeio o Amor Divino e sempre encontro flores no caminho que tiver que trilhar.
Eu não desisto, porque sei que sozinho, jamais estarei...




sábado, 25 de dezembro de 2010

ORBIGADA MEU DEUS!

AGRADECEMOS-TE SENHOR, PELA GLÓRIA DE VIVER
PELA HONRA DE AMAR!
MUITO OBRIGADA SENHOR, PELO QUE ME DESTE, PELO QUE ME DÁS!
MUITO OBRIGADA  PELO PÃO,PELO AR, PELA PAZ!
MUITO OBRIGADA PELA BELEZA QUE MEUS OLHOS VÊEM NO ALTAR DA NATUREZA!
OLHOS QUE FITAM O AR, A TERRA E O MAR.
QUE ACOMPANHA A AVE FAGUEIRA QUE CORRE  LIGEIRA PELO CÉU DE ANIL,
E SE DETÉM NA TERRA VERDE SALPICADA DE FLORES EM TONALIDADES MIL!
MUITO OBRIGADA SENHOR PORQUE EU POSSO VER O MEU AMOR!
DIANTE DE MINHA VISÃO, PELOS CEGOS, FORMULO UMA ORAÇÃO.
EU SEI QUE DEPOIS DESTA LIDA, NA OUTRA VIDA,
ELES TAMBÉM ENXERGARÃO!
OBRIGADA PELOS MEUS OUVIDOS QUE ME FORAM DADOS POR DEUS.
OUVIDOS QUE OUVEM O TAMBORILAR DA CHUVA NO TELHEIRO,
A MELODIA DO VENTO NOS RAMOS DO SALGUEIRO,
AS LÁGRIMAS QUE CHORAM OS OLHOS DO MUNDO INTEIRO.
DIANTE DE MINHA CAPACIDADE DE OUVIR, PELOS SURDOS, EU TE QUERO PEDIR;
EU SEI QUE DEPOIS DESTA DOR, NO TEU REINO DE AMOR,
ELES TAMBÉM OUVIRÃO!
MUIITO OBRIGADA SENHOR PELA MINHA VOZ
MAS TAMBÉM PELA VOZ QUE CANTA, QUE ENSINA , QUE ALFABETIZA;
QUE CANTA UMA CANÇÃO E TEU NOME PROFERE COM SENTIDA EMOÇÃO!
DIANTE DA MINHA MELODIA QUERO TE ROGAR PELOS QUE SOFREM
PELOS QUE SOFREM DE AFASIA, PELOS QUE NÃO CANTAM DE NOITE
E NÃO FALAM DE DIA.
EU SEI QUE DEPOIS DESTA DOR, NO TEU REINO DE AMOR,
ELES TAMBÉM CANTARÃO!
MUITO OBRIGADA SENHOR PELAS MINHAS MÃOS!
MAS TAMBÉM PELAS MÃOS QUE ORAM, QUE SEMEIAM, QUE AGASALHAM.
MÃOS DE AMOR, MÃOS DE CARIDADE E SOLIDARIEDADE.
MÃOS QUE APERTAM AS MÃOS. MÃOS DE POESIA,DE CIRURGIA, DE SINTONIA, DE SINFONIA, DE PSICOGRAFIAS…
MÃOS QUE ACALENTAM A VELHICE, A DOR E O DESAMOR!
MÃOS QUE ACOLHEM AO SEIO DO CORPO, UM FILHO ALHEIO, SEM RECEIO.
PELOS MEUS PÉS, QUE ME LEVAM A ANDAR SEM RECLAMAR.
MUITO OBRIGADA SENHOR, PORQUE POSSO BAILAR!
OLHO PARA A TERRA E VEJO AMPUTADOS,
MARCADOS, DESESPERADOS, PARALISADOS…
EU POSSO ANDAR!!! ORO POR ELES.
EU SEI QUE DEPOIS DESSA EXPIAÇÃO,
NA OUTRA REENCARNAÇÃO, ELES TAMBÉM BAILARÃO.
MUITO OBRIGADA SENHOR, PELO MEU LAR!
É TÃO MARAVILHOSO TER UM LAR…NÃO IMPORTA SE ESTE LAR É UMA MANSÃO,
UM BANGALÔ SEJA LÁ O QUE FOR!
IMPORTANTE É QUE DENTRO DELE EXISTA AMOR.
O AMOR DE PAI, DE MÃE, DE MARIDO E ESPOSA,
DE FILHO, DE IRMÃO…
DE ALGUÉM QUE LHE ESTENDA A MÃO,
MESMO QUE SEJA O AMOR DE UM CÃO,
POIS É TÃO TRISTE VIVER NA SOLIDÃO!
MAS SE NÃO TIVER NINGUÉM PARA AMAR, UM TETO PRA ME ACOLHER,
UMA CAMA PARA ME DEITAR… MESMO ASSIM, NÃO RECLAMAREI,
NEM BLASFEMAREI. SIMPLESMENTE DIREI:
OBRIGADA SENHOR, PORQUE NASCI.
OBRIGADA SENHOR, PORQUE CREIO EM TI.
PELO TEU AMOR, OBRIGADA SENHOR!



 

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

ORAÇÃO DO NATAL II



 Jesus, que neste Natal,Seu olhar de luz penetre nossa alma, como a brisa morna da primavera, e acorde a esperança adormecida sob as folhas secas das ilusões, dos medos, da indiferença, do desespero...

Que Seu perfume, suave como a ternura, envolva todo o nosso ser, confortando-nos e despertando a alegria que jaz esquecida por trás das lamúrias e distrações do caminho...
Que o bálsamo do Seu amor acalme as nossas dores, silencie as nossas queixas, socorra a nossa falta de fé.
Que, neste Natal, o calor da Sua bondade se derrame sobre o nosso Espírito e derreta o gelo milenar do egoísmo que nos infelicita e faz infelizes nossos semelhantes...



Que Seu coração generoso afine as cordas da harpa viva que vibra em nossa intimidade, e possamos cantar e dançar, até que o preconceito fuja, envergonhado, e não mais faça morada em nós...



Que o Seu canto de paz seja ouvido por todos os povos, do Oriente e do Ocidente, e as guerras nunca mais sejam possíveis entre a raça humana...

Que, neste Natal, Suas mãos invisíveis e firmes sustentem as nossas, e nos arranquem dos precipícios dos vícios, da ira, dos ódios que tanto nos infelicitam...

Que a água cristalina da Sua misericórdia percorra nossa alma e remova o lodo do ciúme, da inveja, do desejo de vingança, e de tantos outros vermes que nos corroem e nos matam lentamente...

Que o bisturi do Seu afeto extirpe a mágoa que se aloja em nosso íntimo e nos turva as vistas, impedindo-nos de ver as flores ao longo do caminho...

Que, neste Natal, a pureza da Sua amizade faça com que possamos ver apenas as virtudes dos nossos amigos, e os abracemos sem receio, sem defesas, sem prevenções...

Que Seu canto de liberdade ecoe em nós, para que sejamos livres como as falenas que brincam na brisa morna, penetrada pela suavidade da luz solar...


Que o sopro da Sua fé nos impulsione na direção das estrelas que cintilam no firmamento, onde não mais se ouvem gemidos de dor, e onde a felicidade plena já é realidade.


Ensine-nos, Jesus, a amar, a fazer desabrochar em nossa alma esse sol interior que nos fará luz por inteiro...


Ajude-nos a desenvolver o gosto pelo conhecimento, para que possamos encontrar a verdade que nos libertará da ignorância pertinaz...

E, por fim, Jesus, que neste Natal cada ser humano possa sentir a Sua presença sábia e amiga, convidando a todos a uma vida mais feliz...
Tão feliz que Sua mensagem não mais seja um tímido eco repercutindo em almas vacilantes, mas que seja uma grande melodia que vibra o amor em todos os cantos da Terra...











NINGUÉM SABE O PREÇO.

Você vê estirar-se o fio condutor da eletricidade, seja na via pública ou no lar, mas não pode avaliar as tensões que suporta em sua intimidade, para que o progresso se implante gerando a claridade, movendo indústrias, salvando vidas.
Você contempla a árvore florida ou carregada de frutos, exuberando no pomar.
Contudo, dificilmente entenderá que ela deve resistir à ventania, à seca, às pragas e aos pesticidas, até conseguir estar apta para colaborar com a felicidade de quem se alimenta, de quem se veste, mora ou constrói mobiliário.

Você observa a ponte resistente e valorosa que encurta distâncias, que facilita percursos e contribui para o progresso.
Não compreenderá, talvez, o preço pago pelas toneladas que ela tem que suportar, as tensões mecânicas que precisa resistir para que o progresso se mantenha.

Recebe, onde esteja, o fluxo da água potável, que dessedenta e que se torna utilidade para todos.
Dificilmente você pensará no percurso longo de sua corrente, vencendo obstáculos, nas impurezas que lhe perturbaram a composição e nos produtos bioquímicos que teve que receber em seu seio, até estar em condições de alimentar a vida com boa qualidade.

Você se deslumbra com a montanha altaneira que desafia as alturas, como um espetáculo de pedra imbatível.
Não é comum que se analise, porém, tudo quanto ela deverá resistir para manter-se sobranceira como se mostra: os ventos permanentes, como permanentes lixas a consumir-lhe a superfície; os gelos que o inverno produz, fragilizando-lhe a constituição; os movimentos que lhe sacodem as bases, enquanto o planeta se altera; a modificação dos seus minérios em argila e areia, com o passar dos milênios.

Deveríamos viver copiando a natureza, dando conta do nosso dever sem mais nada que nos conturbasse a ação.
Por mais que ofereçamos alegria e bem-estar a quem for, por maiores os elogios que nos sejam dirigidos ou por mais duros os comentários a nosso respeito, consideremos que só nós mesmos sabemos o que nos custa para ser como somos.

Jamais nos exaltemos, então, nem nos sintamos desprezados, pois que, além das nossas aparências, o que legisla é a nossa realidade íntima, que pouca gente consegue ver.

Não se exiba. Não cobre reconhecimento. Dê o que possa e como possa como contribuição à vida, rumando de alma tranqüila e entusiasmada para a sonhada felicidade.

Pense nisso!

Se o desalento lhe visita a alma, porque ninguém valoriza os esforços que você tem feito para melhorar-se intimamente...

Se pensa em desistir, julgando inúteis as renúncias em favor dos filhos que o criador confiou aos seus cuidados...

Se o desânimo lhe convida a abandonar a luta nobre, a decisão de ter dignidade e viver conforme os ensinamentos cristãos, pare um pouco e medite...

É que ninguém, neste mundo, sabe o preço...

Mas o Sublime Jardineiro colhe cada fruto produzido nos jardins secretos da sua alma...

Ele sabe o preço dos seus esforços, da sua renúncia, da sua abnegação e lhe retribuirá de conformidade com as suas obras.
Por tudo isso, confie Nele e não pense jamais em desistir...




segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

ORAÇÃO PARA QUEM ESTÁ ENVELHECENDO.

Senhor, tu sabes que estou envelhecendo.
Ajuda-me a pensar que não sou uma peça imprestável, no movimento da vida.
Reconheço que não tenho mais as mesmas capacidades físicas, que me animaram a juventude, nem os mesmos reflexos e disposição. Contudo, auxilia-me a não desanimar, e muito menos pedir aposentadoria indevida das lides do mundo.
Não me deixes emurchecer, como flor queimada pelo sol.
Não permitas que eu tenha a idéia fixa de falar de mim o tempo todo.
Impede-me de repetir detalhes infindáveis. Dá-me rapidez para que eu seja objetivo.
Fecha a minha boca quando eu estiver propenso a falar de minhas dores e de meus sofrimentos. Eles estão aumentando com o passar dos anos, e meu desejo de falar deles aumenta a cada dia.
Ensina-me a dialogar, sem me fazer excessivamente falador, a fim de não causar indisposição nos demais.
Não me permitas conceber limitações desnecessárias. Coloca as minhas mãos no trabalho a fim de que eu elabore ainda criações no campo da música, da pintura, da jardinagem, da cerâmica.
Ensina-me a melhor ocupação para o tempo que disponho. Um tempo que, desde os dias da juventude, reclamava não ter.
Permita que eu me levante a cada dia disposto a aprender alguma coisa mais. Pode ser uma forma diferente de usar o pincel, uma breve poesia, um ensinamento, uma receita surpreendente.
Desejo ser jovial sem parecer tolo e imprudente.
Torna-me solícito mas não abelhudo. Prestativo, mas não dominador.
Desejo ser um avô que possa contribuir com a educação dos meus netos e não os deseducar, com a única finalidade de que apreciem sair comigo, nas tardes de primavera.
Ensina-me, ainda, a gloriosa lição de que, às vezes, posso estar errado. Aprendi muito, guardo experiências preciosas, mas não tenho o direito de desprezar os avanços da modernidade e da ciência.
Depois de ter adquirido uma enorme bagagem de sabedoria e experiência, parece uma pena eu não poder usá-la totalmente, sem criar embaraços aos demais.
Se a dependência física se tornar necessária, ajuda-me Deus, a ter paciência comigo mesmo, suportando o corpo que tanto me serviu até aqui.
Com ele eu dancei, cantei, viajei, vivi doçuras, momentos bons e maus. Auxilia-me a continuar a amá-lo.
Tu sabes que precisarei não ser inconveniente, a fim de não incomodar tanto aos demais. Por isso, te peço que me ensines a pensar duas vezes, antes de reclamar, insistir e exigir o que quer que seja, a quem tenha que cuidar de mim.
Se eu tiver que experimentar a viuvez, dá-me tua mão, quando a da minha esposa já não estiver por perto. Afinal, Senhor, foram tantos anos em que despertei ao toque suave do carinho dela.
Não me permitas secar a fonte das lágrimas. Precisarei delas, com certeza, nas horas de tristeza, para desafogar o coração cansado.
Entretanto, não me deixes tornar um ser melancólico e chorão. Permite-me gozar do calor do sol e da bênção da chuva, com o mesmo entusiasmo de sempre.
E, finalmente, Senhor, o meu desejo final é ter sempre alguns amigos. Esses seres abençoados que, no mar imenso da vida, qual jangada preciosa, remaram firmemente ao meu lado.
Muitos deles poderão partir antes de mim, mas permite que alguns permaneçam a fim de que nunca desapareça de vista a expectativa das suas presenças.
Enfim, Senhor, torna-me um ancião nobre, que demonstre a sabedoria do envelhecimento digno.

***
A vida é constituída de muitas fases. Aprenda a viver cada uma delas, com todo o entusiasmo porque a infância, a adolescência, a juventude, a madureza e a velhice têm cada qual o seu encanto particular.

Não se permita viver sem descobri-lo para jamais se sentir infeliz por passar de uma fase para outra.

O segredo da felicidade é viver cada dia em plenitude.






quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL!

Hoje eu daria tudo para não escutar uma cigarra cantando, para não ter que sofrer reminiscências dos meus tempos de criança, da minha infância descuidada, desses sonhos meus que nunca foram ao fim....

Hoje eu daria tudo para não ouvir o tanger de um sino em direção a uma estrela abandonada, para não chorar bem baixinho uma saudade imensa.

Hoje eu daria tudo para não sentir pelas calçadas apinhadas de gente, pés que caminham em busca de migalhas e transformá-las em presentes nas árvores de Natal....

Hoje eu daria tudo para meditar que atrás dos muros de um presídio, há almas iguais a minha e feitas à imagem do CRISTO, a gemer entre as grades de uma prisão a solidão de um cárcere....

Hoje eu daria tudo para não ter essa certeza de que os orfanatos, a creches, os reformatórios, estão cheios de crianças, tão semelhante aos nossos filhos, a padecer sem culpa a falta de carinho dos grandes...

Hoje eu daria tudo para não ter de visitar uma favela, morada de humildes e de gente de cor, para não gritar desigualdades que ferem preceitos cristãos....

Hoje eu daria tudo para não ler no jornal, que do outro lado do globo, há filhos do mesmo DEUS, degladiando-se ferrenhos, em nome de uma paz que não vem...
Hoje eu daria tudo para não assistir homens dormindo no chão, sem ter para onde ir, nem com quem ficar, para não pensar que ele, pobre farrapo humano, também é um ser irmão....
Hoje eu daria tudo para não saber que enquanto há uns que pedem bonecas, brinquedos, há os que pedem e clamam por cadeiras de rodas e aparelhos ortopédicos
como presente de Papai Noel....

Hoje eu daria tudo para não ter de ir a um asilo e soluçar com os velhinhos, passadas ilusões, esperanças que se foram, filhos que deles se esqueceram...

Hoje eu daria tudo para não lembrar que neste fim de ano, em muitos lares, há sempre alguém chorando ausências doídas, um talher a menos, um lugar vazio, um presente que nunca será dado...
Hoje eu daria tudo para não ter que acreditar que, vivendo sobre o mesmo céu e a mesma terra, homens feitos do mesmo pó e do mesmo sopro divino, dividem-se em classes sociais, em grupos, em raças e em credos, anulando a lei eterna de que somos todos irmãos ao pé da cruz.....

Hoje, ah!

Hoje eu daria tudo, se minhas mãos repetindo o milagre dos pães e a multiplicação dos peixes, se transformassem em milhares de outras e levassem a toda parte, a todos os cantos, mensagens de amor ao meu irmão que sofre.
Então eu chamaria a cigarra cantadeira, o sino da capela, a estrela em abandono, o homem que caminha, e ainda os presos, os pobres, os oprimidos, os enfermos e a gente de cor, para numa estranha serenata de Ano Bom, dizer, que felizes somos nós, quando olhando ao nosso lado, podemos deparar com um rosto de criança, ou de alguma Madona sofrida, ou de um homem que trabalha e até de alguém a quem a gente quer bem e poder dizer ainda mesmo que aos soluços:

Feliz Natal meu filho!
Feliz Natal meu amigo!

Hoje eu daria tudo para não ter de conversar com alguém e dizer que, nos leitos de hospitais, há sempre um enfermo que é meu próximo também, lutando entre a vida e a morte, sem muitas vezes o conforto de uma palavra amiga....

A ESCOLA DO CORAÇÃO!


O lar, na essência, é academia da alma.
Dentro dele, todos os sentimentos funcionam por matérias educativas.


A responsabilidade governa.

A afeição inspira.

O dever obriga.

O trabalho soluciona.

A necessidade propõe.

A cooperação resolve.

O desafio provoca.

A bondade auxilia.

A ingratidão espanca.

O perdão balsamiza.

A doença corrige.

O cuidado preserva.

A renúncia liberta.

A ilusão ensombra.

A dor ilumina.

A exigência destrói.

A humildade refunde.

A luta renova.

A experiência edifica.

Todas as disciplinas referentes ao aprimoramento do cérebro são facilmente encontradas nas universidades da Terra, mas a família é a escola do coração, erguendo entes amados à condição de professores do espírito.
E somente nela conseguimos compreender que as diversas posições afetivas, que adotamos na esfera convencional, são apenas caminhos para a verdadeira fraternidade que nos irmana a todos, no amor puro, em sagrada união, diante de Deus.




PAI NOSSO ORQUESTRADO

SOU TEU ANJO

UM DIA A GENTE APRENDE.

♥i ♥♥