Que não perdamos a capacidade de ajudar os outros mesmo quando eles não possam ver e mesmo que não possam nos dar em troca sua gratidão.



SEJAM BEM VINDOS


ENTRE E SINTA-SE A VONTADE.

Aqui neste cantinho voce encontrará palavras de fé, de amor de estímulo e de paz.
O nosso objetivo é o de levar até voce os ensinamentos do Cristo, de forma simples, mas enriquecedora ao seu bem estar.
Que o amor, a bondade e a misericória divina ilumine a todos.
Muita luz e paz em nossos corações.

Beijos fraternos.
Dilemar Neto.

AVE MARIA NO VIOLINO. OUÇA ENQUANTO LÊ AS MENSAGENS.

sábado, 22 de outubro de 2011

DICIONÁRIO DA ALMA

Adeus: é quando o coração que parte deixa metade com quem fica.
Amigo: é alguém que fica para ajudar quando todo mundo se afasta
Amor ao próximo: é quando o estranho passa a ser o amigo que ainda não abraçamos.
Caridade: é quando a gente está com fome, só tem uma bolacha e reparte.
Ciúme: é quando o coração fica apertado porque não
Carinho: é quando a gente não encontra nenhuma palavra para expressar o que sente e fala com as mãos colocando afeto em cada gesto.
Evangelho:  um livro que só se lê bem com o coração.
Doutrinação: é quando a gente conversa com o Espírito colocando o coração em cada palavra.
Cordialidade: é quando amamos muito uma pessoa e tratamos todo mundo da maneira que a tratamos.
Evolução: é quando a gente está lá na frente e sente vontade de buscar quem ficou para atrás.
Filhos: é quando Deus coloca uma jóia em nossas mãos e recomenda cuidá-la.
: é quando a gente quer escalar o Everest e o coração já o considera feito.
Fome: é quando o estômago manda um pedido para a boca e ela silencia.
Entendimento: é quando um velhinho caminha devagar na nossa frente e a gente, mesmo apressado, não reclama.
Inveja: é quando a gente ainda não descobriu que pode ser mais e melhor que o outro.
Lealdade: é quando a gente prefere morrer a trair a quem ama.
Inimizade: é quando a gente empurra a linha do afeto para bem distante.
Lágrima: é quando o coração pede aos olhos que falem por ele.
Mágoa: é quando a gente coloca um espinho no coração e se esquece de tirá-lo.
Maldade: é quando a gente arranca as asas do anjo que deveríamos ser.
Perfume: é quando mesmo de olhos fechados a gente reconhece quem nos faz feliz.
Morte: quer dizer viagem, transferência ou qualquer com cheiro de eternidade.
Netos: é quando Deus tem pena dos avós e manda anjos para alegrá-los.
Orgulho: é quando a gente é uma formiga e quer convencer os outros que é um elefante.
Ódio: é quando a gente planta o trigo o ano todo e quando os pendões estão maduros a gente queima tudo em um dia.
Perdão: é uma alegria que a gente dá e pensa que jamais a teria.
Obsessor: é quando o espírito adoece, manda embora a compaixão e convida a vingança para morar com ele.
Pessimismo: é quando a gente perde a capacidade de ver em cores.
Paz: é o prêmio de quem cumpre honestamente o dever.
Raiva: é quando colocamos uma muralha no caminho da paz.
Preguiça: é quando entra vírus na coragem e ela adoece.
Simplicidade: é o comportamento de quem começa a ser sábio.
Saudade: é estando longe sentir vontade de voar e; estando perto, querer parar o tempo.
Sexo: é quando a gente ama tanto o outro que tem vontade de morar dentro do outro.
Supérfluo: é quando a nossa sede precisa de um gole de água e a gente pede um rio inteiro.
Solidão: é quando estamos cercado por pessoas mas o coração não vê ninguém.
Ternura: é quando alguém nos olha e os olhos brilham como duas estrelas.
Vaidade: é quando a gente abdica de nossa essência por outra, geralmente pior.
Sinceridade: é quando nos expressamos como se outro estivesse do outro lado do espelho.


 
retirado do  Livro “ O Homem que veio das Sombras “, escrito pelo Professor cearense, Luiz Gonzaga Pinheiro.


sexta-feira, 21 de outubro de 2011

A ESPERANÇA.


Que este dia possa lhe trazer
momentos de fé e de esperança.
Que você possa fazer deste dia...
todos os dias da sua vida.

Que a paz possa reinar...
eternamente em seu coração...

Deixando que a alegria...
se manifeste em todos os momentos
da sua vida.

sábado, 15 de outubro de 2011

CURA ESPIRITUAL

Quantas enfermidades pomposamente batizadas pela ciência médica não passam de estados vibracionais da mente em desequilíbrio?" (Emmanuel

No trato com as nossas doenças, além dos cuidados
médicos indispensáveis à nossa cura, não nos esqueçamos
também de que, quase sempre, a origem de toda enfermidade
principia nos recessos do espírito.
A doença, quando se manifesta no corpo físico, já
está em sua fase conclusiva, em seu ciclo derradeiro.
Ela teve início há muito tempo, provavelmente, naqueles períodos
em que nos descontrolamos emocionalmente, contagiados que
fomos por diversos virus potentes e conhecidos como raiva,
medo, tristeza, inveja, mágoa, ódio e culpa.
Como a doença vem de dentro para fora, isto é, do espírito para a matéria, o encontro da cura também dependerá da renovação interior do enfermo
Não basta uma simples pintura quando a parede apresenta trincas.
Renovar-se é o processo de consertar nossas rachaduras internas, é
escolher novas respostas para velhas questões até hoje não resolvidas.
O momento da doença é o momento do enfrentamento de nós próprios,
é o momento de tirarmos o lixo que jogamos debaixo do tapete,
é o ensejo de encararmos nossas paredes rachadas.
O Evangelho nos propõe
tapar as trincas com a argamassa
do amor e do perdão.
Nada de martírios e culpas
pelo tempo em que deixamos
a casa descuidada.
O momento pede responsabilidade de não mais se viver de forma tão desequilibrada.
Quem ama e perdoa vive em paz, vive sem conflitos, vive sem culpa.
Quando atingimos esse patamar de harmonia interior, nossa
mente vibra nas melhores frequências do equililíbrio e da felicidade, fazendo com que a saúde do espírito se derrame por todo o corpo.

Vamos começar agora mesmo o nosso tratamento? 
(Vinha de Luz - Francisco Cândido Xavier / Emmanuel)
 
 

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

EM TEU CORAÇÃO DESABROCHA

Quando em teu coração desabrocha, cheia de vida, a flor perfumada do amor, lembra-te que alguém a plantou certo dia, dentro de ti.
Quando o teu coração se ilumina do suave colorido do pôr-do-sol,
lembra-te que alguém amanheceu contigo.
 Quando o fogo da paixão abrasa o teu coração, consumindo todas as tuas fibras,
na imolação do prazer,  lembra-te que alguém acendeu esta chama. Quando teu coração estiver bordado de sonhos dourados, tecidos com fios de luar, lembra-te que alguém coloriu teu mundo interior.

Quando a noite encontrar-te com o coração partido e angustiado pelas amarguras
colhidas durante o dia, lembra-te que alguém possui o lenitivo de que precisas.
  Quando teu rosto não puder conter a torrente de lágrimas  que se afundam pelas dobras do travesseiro, lembra-te que existe alguém te esperando de lenço na mão.
Quando a insônia te revolve desesperadamente na cama,
lembra-te que alguém pode semear sonhos de paz em tua mente.
 Quando a solidão te oprimir e o teu grito não encontrar eco,
lembra-te que lá do outro lado alguém ama a tua companhia e entende o teu clamor.

Quando os teus segredos não cabem mais dentro de ti, ameaçando romper os diques de tua alma, lembra-te que existe alguém disposto
a recolhê-los e guardá-los com o carinho e a dignidade que tu esperas.
Quando em teu coração mora o azul do céu, a calidez do sol, o gorjeio dos pássaros, o perfume das flores, a nostalgia do entardecer, o encanto das manhãs, a serenidade dos lagos e o sorriso da ventura, lembra-te que alguém tocou o teu coração com a varinha milagrosa do amor.

Tu, que amas e vives no controvertido mundo do arco-íris e da escuridão,
da calma e da agitação, da paz e da instabilidade,
saibas que existe mais alguém habitando o teu planeta!
Nas horas felizes, partilha com ele teus sorrisos; nas horas de solidão,
vai, levanta-te e o procura, onde quer que ele esteja.
 Ele não é senão parte de ti, assim como tu és parte dele.
Não olhes o relógio! Que importa as horas?
A vida é tão curta, não há tempo a perder.
Tu que amas, se tiveres a coragem e a singeleza de assim o fazer, abra teus lábios e canta o milagre do amor, porque só o amor  aproxima as pessoas e faz com que falem a mesma linguagem!


Lauro Trevisan

PAI NOSSO ORQUESTRADO

SOU TEU ANJO

UM DIA A GENTE APRENDE.

♥i ♥♥